fbpx

Data: 18/11/2015

No voo que esta quarta-feira de manhã descolou de Lisboa em direcção a São Paulo, dois lugares do avião estavam ocupados apenas por duas caixas cobertas por panos. Em cada uma, um ser raríssimo: a arara de Lear (Anodorhynchus leari). Chegaram a Portugal pela mão de contrabandistas, que as pretendiam vender por valores que poderiam atingir os 80 mil euros cada uma. Apanhadas pela Polícia Judiciária, regressaram a casa de forma a serem reintroduzidas na natureza. É a primeira vez que no âmbito do combate à pirataria de espécies é possível reenviá-las para o Brasil.

Notícia proveniente de fonte externa

Cada uma em seu assento, duas araras voaram como passageiras da TAP para o Brasil

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos