fbpx

Data: 06/05/2021

Grupo de investigadores salvaguarda que apenas foram considerados os impactos nas aves migratórias que passam o Inverno no estuário do Tejo, pelo que, se forem acrescentadas as aves “de passagem”, os resultados podem ser ainda mais expressivos.

Notícia proveniente de fonte externa

Aeroporto no Montijo pode levar à perda de 30% das principais áreas de alimentação das aves migratórias

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos