Data: 23/02/2015

Em Portugal, já é comum alguns especialistas recorrerem a atividades terapêuticas com cães e cavalos, mas Ricardo deseja mais. “Quero aprofundar as atividades terapêuticas com outros animais. A ideia é incluir cobras e alguns lagartos, mamíferos exóticos e até aves, porque acredito que qualquer um destes animais tem sempre alguma mais-valia para uma pessoa que se encontra debilitada”, afirma.

Notícia proveniente de fonte externa

Animais exóticos ajudam autistas em Braga

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos