fbpx

Data: 27/06/2020

A natureza foi particularmente generosa com a região de Aveiro. No concelho de Estarreja, a Ria recortou a paisagem, os esteiros salgados impuseram-se terra adentro; ribeiras doces serpenteiam os campos agrícolas, há valas reminiscentes de antigos sistemas de rega e drenagem e os terrenos alagadiços guardam alguns dos mais belos tesouros da região.

Com grandes campos de arroz, juncais, sapais e caniçais, Estarreja consegue ainda ser lar (e até maternidade) para inúmeras espécies e, por isso, destino de eleição para todos quantos se dediquem à sua observação. Uma delas, talvez a mais emblemática, é a garça-vermelha. É em Estarreja que vive aquela que é, provavelmente, a maior colónia de nidificação desta ave em Portugal. A garça-vermelha, em tons de bronze e prateado, é uma ave majestosa, apesar de tímida, e tem estatuto de conservação “em perigo”. Foi esta a espécie escolhida para mascote do BioRia, o projeto de promoção e conservação ambiental do município de Estarreja, que integra uma rede de oito percursos pedestres e cicláveis espalhados por todo o concelho.

Notícia proveniente de fonte externa

BioRia: à descoberta da garça-vermelha e outras espécies mais

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos