fbpx

Data: 22/07/2022

Está a acontecer na região centro, crias de aves selvagens que são recolhidas e tratadas no Centro de Estudo e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco.

Posso dar o exemplo de duas crias de águias-cobreiras que deram entrada esta semana. São aves que fazem o ninho no topo das árvores, por causa do calor têm falta de água e falta de alimento, o que leva algumas crias a saltarem prematuramente do ninho”, conta Samuel Infante, o coordenador do CERAS, o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco.

Notícia proveniente de fonte externa

Calor empurra aves selvagens para fora do ninho

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos