Site logo

Data: 22/07/2022

Está a acontecer na região centro, crias de aves selvagens que são recolhidas e tratadas no Centro de Estudo e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco.

Posso dar o exemplo de duas crias de águias-cobreiras que deram entrada esta semana. São aves que fazem o ninho no topo das árvores, por causa do calor têm falta de água e falta de alimento, o que leva algumas crias a saltarem prematuramente do ninho”, conta Samuel Infante, o coordenador do CERAS, o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco.

Notícia proveniente de fonte externa

Calor empurra aves selvagens para fora do ninho

Partilhe esta Notícia

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos