fbpx

Data: 04/04/2019

Desde o passado mês de Fevereiro que o aterro sanitário da ERSUC, em Eirol, onde são depositados os refugos do tratamento mecânico-biológico e da estação de triagem, é sobrevoado diariamente por falcões e parabuteos, estas parecidas com águias, para afastarem as gaivotas e cegonhas que frequentam a zona procurando alimento.

Notícia proveniente de fonte externa

Falcões e parabuteos espantam gaivotas e cegonhas no aterro

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos