fbpx

Data: 28/01/2022

Ao longo dos últimos anos, o ICNF tem desenvolvido vários projetos dirigidos à preservação dos ecossistemas e das aves estepárias e participou também em múltiplas iniciativas com a mesma finalidade, em articulação com ONGA, academia e proprietários locais.

Além de promover a monitorização regular das populações das várias espécies, com especial destaque para as aves estepárias com estatuto de conservação mais elevado – como por exemplo a abetarda, o sisão, o cortiçol de barriga preta, o peneireiro das torres e a águia imperial –, o ICNF participou, entre outros, nos projetos “LIFE Estepárias”, LIFE-Natureza “Recuperação do Peneireiro-das-torres em Portugal”, LIFE+ “Conservação da Águia-imperial-ibérica (Aquila adalberti) em Portugal”, INTERREG FaunaTrans e Faunatrans II, e integra ainda o piloto “Projeto de restauro e valorização de habitats mediterrânicos naturais e de habitats de espécies ameaçadas no Parque Natural do Vale do Guadiana”, em curso até 2023.

A estes projetos, acresce a implementação de medidas específicas do ICNF para a salvaguarda das aves estepárias, como por exemplo a construção de estruturas destinadas a acolher a nidificação de espécies prioritárias, de entre as quais se destaca o peneireiro das torres e o rolieiro, ou as ações de salvamento de emergência de tartaranhão caçador em contexto de realização de trabalhos de ceifa.

Notícia proveniente de fonte externa

ICNF | Esclarecimento sobre Conservação de Aves Estepárias no Alentejo

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos