fbpx

Data: 17/10/2020

Um grupo internacional de investigadores e de proteção das espécies confirmou que mais de 2.000 abutres foram mortos com inseticida na Guiné-Bissau com objetivos comerciais, numa carta divulgada sexta-feira na revista Science.
Em comunicado enviado à Lusa, o grupo afirma que aquele evento foi o mais “letal envenenamento intencional de abutres do mundo”.

Notícia proveniente de fonte externa

Investigadores confirmam envenenamento de mais de dois mil abutres na Guiné

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos