fbpx

Data: 14/04/2021

Uma equipa de cientistas da Universidade de Konstanz e do Instituto Max Planck, na Alemanha, descobriu que os chapins-reais são capazes de mudar a sua cultura para se tornarem mais eficientes.

Nos animais, “cultura” é qualquer comportamento aprendido com os outros, partilhado pelos membros do grupo e persistente ao longo de gerações.

Os chapins-reais são um exemplo clássico da cultura animal, relata o IFL Science.

Na década de 1920, numa cidade na Grã-Bretanha, um conjunto de pássaros foi observado a abrir as tampas de alumínio das garrafas de leite para roubar o seu conteúdo. Esse comportamento espalhou-se durante 20 anos, até que os pássaros de todo o país passaram a fazer o mesmo.

Notícia proveniente de fonte externa

O chapim-real tem uma cultura (e os “imigrantes” mudam-na para melhor)

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos