fbpx

Data: 04/01/2016

A Câmara de Gaia está a enfrentar críticas pela opção de instalar o festival Marés Vivas no novo parque urbano que pretende criar, nos próximos meses, no Cabedelo, numa zona adjacente à Reserva Natural do Estuário do Douro. A Quercus, e académicos ligados ao estudo das aves temem o efeito do ruído e da presença humana na avifauna, em plena época de nidificação e repouso de espécies que usam esta zona húmida integrada, desde 2012, na Rede Nacional de Áreas Protegidas.

Notícia proveniente de fonte externa

Quercus e investigadores das aves põem em causa nova localização do Marés Vivas

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos