fbpx
Site logo

Data: 04/01/2016

A Câmara de Gaia está a enfrentar críticas pela opção de instalar o festival Marés Vivas no novo parque urbano que pretende criar, nos próximos meses, no Cabedelo, numa zona adjacente à Reserva Natural do Estuário do Douro. A Quercus, e académicos ligados ao estudo das aves temem o efeito do ruído e da presença humana na avifauna, em plena época de nidificação e repouso de espécies que usam esta zona húmida integrada, desde 2012, na Rede Nacional de Áreas Protegidas.

Notícia proveniente de fonte externa

Quercus e investigadores das aves põem em causa nova localização do Marés Vivas

Partilhe esta Notícia

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos