fbpx

Data: 09/10/2015

Os vigilantes Silvério Lopes e Carlos Capela retiraram as armadilhas e ainda salvaram dois piscos-de-peito-ruivo, «uma pequena ave que se conhece bem pela mancha alaranjada que lhe ornamenta o peito», revelou a Associação Portuguesa de Guardas e Vigilantes da Natureza.
«As armadilhas vulgarmente conhecidas por esparrelas, costelas ou loisas, são construídas de arame nas quais se coloca um isco, geralmente formigas de asas. As aves capturadas desta forma são para fins gastronómicos», segundo a associação, que salienta que esta prática é ilegal.

Notícia proveniente de fonte externa

Vigilantes da Natureza apreenderam armadilhas para aves na Praia de Faro

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos