fbpx

Data: 24/05/2021

Espécies que mais contribuem em redes de dispersão tendem a ser mais estáveis e persistentes ao longo de milhões de anos.

A participação de espécies de aves em redes ecológicas de dispersão de sementes tem relação com a permanência dessas espécies na natureza, aponta pesquisa do Instituto de Biociências (IB) da USP. De acordo com o estudo, que analisou 468 espécies diferentes de aves, as linhagens que contribuem com maior importância para os processos de dispersão tendem a ser mais estáveis e persistentes ao longo de milhões de anos. O trabalho também indica que essa relação tem maior intensidade em regiões mais quentes e húmidas, como as florestas tropicais. Os resultados do estudo são apresentados em artigo publicado no site da revista Science, em 14 de maio.

Notícia proveniente de fonte externa

Aves que mais dispersam sementes permanecem maior tempo na natureza

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos