fbpx

Data: 25/05/2021

Quercus sublinha que quase todas estas espécies “têm estatutos de conservação preocupantes”.

O Sistema de Alimentação de Aves Necrófagas do Tejo Internacional (SAANTI) vai retomar o seu funcionamento após um período de inatividade, anunciou esta terça-feira a associação ambientalista Quercus.

Em comunicado enviado à agência Lusa, os ambientalistas referem que se pretende, até ao final do ano, o abastecimento regular dos quatro campos de alimentação comunitários para aves necrófagas presentes no PNTI e zona envolvente, em Vila Velha de Ródão, Malpica do Tejo (Castelo Branco), Rosmaninhal e Segura (Idanha-a-Nova).

“O SAANTI entrou em funcionamento em agosto de 2019, tendo sido recolhidos animais domésticos e selvagens que totalizam 28 toneladas de cadáveres e subprodutos que, em vez de enterrados, foram consumidos e reciclados por grifos, abutres-pretos, abutres-do-egipto e outras aves com hábitos parcialmente necrófagos, como corvos, milhafres-reais, águias-reais e águias-imperiais”, lê-se na nota.

Notícia proveniente de fonte externa

Sistema de Alimentação de Aves Necrófagas do Tejo Internacional vai ser reativado

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos