fbpx

Data: 07/03/2014

As autoridades portuguesas apreenderam, em 2012, 501 espécimes de fauna e flora protegida e em vias de extinção, dos quais 70% eram ovos de aves como papagaios, cujo comércio internacional é proibido. São menos 55 peças do que no ano anterior, quando houve um aumento exponencial que os técnicos do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) atribuem à crise, que terá levado muitas pessoas a vender objectos pessoais deste tipo, como carteiras ou casacos de pele de animais, sem o obrigatório licenciamento.

Notícia proveniente de fonte externa

Comércio ilegal de espécies protegidas em Portugal diminuiu mas pouco

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos