fbpx

Data: 24/04/2021

A GNR informou ontem ter feito uma ação de fiscalização que acabou com a deteção de que um indivíduo tinha aves exóticas em cativeiro ilegalmente. O dono foi identificado e levantado um auto que seguiu para o Instituto das Florestas e Conservação da natureza (IFCN). O dono contesta a autuação da GNR.

Ao Jornal apresentou vários documentos oficiais, entre eles uma licença emitida pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), onde é referido que as duas aves, nomeadamente uma arara-vermelha (Ara chloropterus) e uma arara-canindé (Ara ararauna), são espécimes nascidas e criadas em cativeiro. Nos mesmos documentos também apresentou a ‘Declaração de Cedência’ e ainda o ‘Certificado do Médico Veterinário’. Por isso, contesta as informações e também autuações da GNR, revelando ainda que o “Auto contraordenação” não é correto.

Notícia proveniente de fonte externa

Dono das aves contesta autuação da GNR (com fotos)

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos