fbpx

Data: 24/04/2021

Entre aulas de Fotografia e treinos da selecção nacional de pentatlo moderno, Vasco Coelho captura os pequenos periquitos-de-colar verdes e estridentes que sobrevoam os jardins da capital, e alerta para a conservação da biodiversidade portuguesa.

Desde os nove anos que procura, de olhos postos no céu de Lisboa, os periquitos-de-colar verdes e estridentes que sobrevoam a cidade ao pôr-do-sol. Inspirado pelo avô, apaixonado por aves, e pelo pai, geofísico e experiente em fotografia subaquática, Vasco Coelho pegou na câmara por diversão, em 2016, e ainda não parou de disparar. Aos 20 anos, estuda para se tornar fotógrafo de vida selvagem.

Vasco recorda-se de ficar, desde sempre, fascinado por aves exóticas. Por isso, quando começou a fotografar, foi natural escolher o periquito-de-colar como modelo. Demorou dois anos a perceber como chegar perto dos pássaros, a ganhar a sua confiança, até conseguir, diz, “uma fotografia como deve ser”, um periquito a comer uma romã, que lhe valeu um prémio numa revista inglesa de fotografia de vida selvagem.

Notícia proveniente de fonte externa

Vasco captura periquitos-de-colar nos jardins de Lisboa, de lente apontada ao céu

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos