fbpx

Data: 14/09/2021

Um novo estudo feito pela Universidade de Tel Aviv e pelo Instituto Weizmann de Ciência, ambos em Israel, revela que entre 10% e 20% de todas as espécies de aves desapareceram ao longo dos últimos 50 mil anos. No artigo publicado no fim de agosto no Journal of Biogeography, a presença humana é apontada como a principal causa dessa extinção massiva.

Seja caçando, seja disseminando animais que se alimentam das aves e de seus ovos, os humanos são vistos como agentes causadores do desaparecimento devido a dois fatos. A maior parte dos restos de aves foi encontrada em locais habitados pela humanidade, o que indica que podem ter sido consumidas em refeições. Além disso, a confirmação das extinções ocorreu pouco tempo depois da chegada dos Homo sapiens.

“Aqueles que se extinguiram nos últimos 300 anos são relativamente conhecidos, enquanto espécies anteriores são conhecidas pela ciência a partir de restos encontrados em sítios arqueológicos e paleontológicos em todo o mundo”, comenta o autor Shai Meiri, em comunicado. No total, foram listadas 469 espécies aviárias tidas como extintas nos últimos 50 mil anos. “Mas acreditamos que o número real seja muito maior”, ressalta Meiri, professor da Universidade de Tel Aviv.

Notícia proveniente de fonte externa

Humanos causaram extinção de 469 espécies de aves nos últimos 50 mil anos

Partilhe esta Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Créditos da Notícia

Outros Conteúdos