fbpx

Definições e Dicionário Ornitológico

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print
Dicionário Aves - Dicionário Ornitológico

Definições e Dicionário Ornitológico

O QUE É A ORNITOLOGIA?

 

· A Ornitologia é o estudo científico das aves, que inclui a descrição, história, e classificação (classe, ordem, família, etc.); a distribuição, números, atividades, importância ecológica e valor económico para as pessoas.

· Uma pessoa que estude ornitologia é conhecida como ornitóloga(o), podendo ser ornitólogo-amador (sem formação) ou ornitólogo-profissional (com formação científica).

· Os ornitólogos estudam todos os aspetos de vida das aves: acasalamento e construção do ninho, nascimento, alimentação – a forma como encontram e digerem a comida, vôo, navegação, migração e comunicação.

· Estudam também a evolução das aves e as semelhanças com os seus antepassados, e a forma como as aves poderão ser afetadas com a mudança ecológica do futuro.

· As aves foram estimadas ao longo de história por causa da sua beleza, dos hábitos, e da importância delas como uma fonte de comida.

· A fotografia é usada frequentemente para documentar as atividades das aves, bem como gravações dos cantos delas.

· Há ainda quem goste de observar as aves como hobby. Um observador de aves é conhecido como “bird-watcher”.

· Muitas pessoas pertencem a clubes de aves, e um número grande de amadores participa em pesquisa ornitológicas.


O QUE É A AVICULTURA?

 

O ramo de atividade que se dedica à criação de aves (galinhas, patos, perus, faisões, pombos, cisnes, gansos, pavões, etc.) denomina-se avicultura. Constitui hoje uma técnica muito complexa, dada a maneira muito científica como se procede à criação intensiva. A criação de galinha é, sem dúvida, a que está mais especializada e, por isso, a que é efetuada com mais pormenor; pode dedicar-se à produção de ovos ou à produção de carne. Certas raças são especializadas na postura, como, p. Ex., a Leghorn, a New Hampshire, Rod Island Red, etc., e outras adaptadas à produção de carne como a Wiandote, Light Sussex, Orpinton, etc. Consideram-se de aptidão mista as raças que, tendo boa aptidão para a produção de carne, possuem também aptidão para a postura. Modernamente, porém, a produção de carne tem-se encaminhando principalmente para a criação de frangos de mesa, correntemente designados pelo termo inglês broiler.


     Nos sistemas já muito evoluídos de produção, quer de ovos, quer de carne, a criação é exercida por empresas inteiramente especializadas, constituindo uma verdadeira indústria com todos os seus requisitos. Assim, certas empresas encarregam-se de manter os núcleos selecionados dos progenitores, procedem à incubação dos ovos e vendem os chamados pintos do dia; compete-lhes selecionar bem as aves progenitoras, para poderem garantir boas produções a partir dos pintos que vendem. As empresas que compram os pintos limitam-se a criá-los com os devidos cuidados até se transformarem em broilers ou em galinhas poedeiras, as quais manterão durante um ano de postura; esta, para merecer considerar-se boa, deve ultrapassar por ano e por ave 220 ovos. Como se verificou que do cruzamento entre raças ou linhas da mesma raça se originaram animais mais produtivos, possuem hoje os núcleos de seleção as raças ou linhas tidas por melhores, de modo que os pintos do dia são o produto desses cruzamentos. Deste modo se consegue, quer maior postura, quer mais eficiente produção de carne. Não se deve, todavia, proceder à incubação dos ovos produzidos por estes híbridos, pois originariam populações heterogéneas. Muito modificado tem sido também o sistema de sujeição das aves. Para as galinhas poedeiras já está ultrapassado o sistema do galinheiro com parque, muito recomendado e divulgado até há umas décadas. O sistema atualmente mais preconizado consiste num galinheiro que consta de uma casa bem ventilada e com temperatura condicionada, que pode alojar quatro aves por metro quadrado, onde se instalam os ninhos, bem como os comedouros e os bebedouros automáticos. Na criação dos frangos de mesa, está a generalizar-se a criação em baterias, localizadas em casas climatizadas, onde se criam os frangos até cerca de oito semanas, idade em que atingem o peso que o consumidor exige (superior a 1 Kg).


     A criação de patos faz-se igualmente com o intuito de produzir carne ou ovos, recorrendo a sistemas idênticos aos da criação de galinhas. Outras aves, como os perus, destinam-se unicamente à produção de carne. A criação de outras espécies afasta-se dos sistemas deliberadamente económicos , tendo principalmente finalidades recreativas. Em Portugal metropolitano, de acordo com uma estatística de 1955, há 7 386 057 galinhas, 191 113 patos, 221 071 perus e 975 764 pombos.


     No Brasil, a avicultura atingiu elevado grau de desenvolvimento. Estima-se que, em 1962, o país possuía mais de 175 milhões de galinhas, sendo um dos dois maiores criadores do Mundo. As raças Leghorn branca, New Hampshire e Rhode Island Red são as mais difundidas. Criam-se também, em menor número, perus, patos marrecos e gansos.


O QUE É A COLUMBOFILIA?

 

Columbofilia é a arte de criar pombos-correio para competição.


COMO É A COMPETIÇÃO?

 

     Depois de devidamente treinados, os pombos-correio são levados à Sociedade onde serão inscritos para participarem nos campeonatos. É feita uma ficha com o número da anilha de cada pombo; os fiscais colocam na pata um anel de borracha com um número de série e depois serão colocados em cestos dentro de um camião próprio para o transporte para a competição. Depois de todos os pombos de todos os columbófilos estarem embarcados, o camião parte para o destino da solta. Exemplo: saída Sábado à tarde e solta Domingo de manhã. Todos os pombos-correio serão soltos simultaneamente e eles voltarão para seu lugar de origem, ou seja, o pombal onde cada um vive. Assim que os pombos entram no pombal o columbófilo retira o anel de borracha e introduz-lo dentro de um relógio “constatador” (tipo relógio de ponto), sendo marcado a hora, minuto e segundo da chegada de cada pombo. São marcados os seis primeiros pombos de cada criador. No final do dia os relógios serão levados até à sede da Sociedade onde os fiscais procederão à abertura e apuração dos mesmos. O vencedor não é necessáriamente o primeiro pombo, já que as distâncias variam devido ao fato de que os pombais estarem espalhados em pontos diferentes da cidade, mas o que desenvolver a melhor média de velocidade calculada em metros por minuto (em relação ao local da solta e pombal do criador.) As distâncias são calculadas através do sistema de posicionamento global (GPS). Normalmente cada Sociedade promove três campeonatos por ano com cinco a seis provas cada:

  • Campeonato de velocidade: de 110 Km a 300 Km

  • Campeonato de meio-fundo: de 300 Km a 500 Km

  • Campeonato de fundo: de 500 Km a 800 Km
  •  

     O pombo foi uma das primeiras aves domesticadas, talvez por volta do ano 3000 a.C. e a ser usado como mensageiro por volta do ano 1800 a.C. A columbofilia como desporto começou na Bélgica no dia 15 de Julho de 1820. No Brasil, a primeira sociedade columbófila foi fundada em 1903, na cidade de São Paulo. O pombo-correio, ave de porte belíssimo, é considerado a ave doméstica mais saudável do mundo; o seu sentido de orientação ainda é desconhecido pelo homem.


O QUE É A ESTRUTIOCULTURA?

 

A Estrutiocultura, também conhecida por pecuária de avestruzes (Struthio Camelus Domesticus), consiste na criação e reprodução destas aves.

começou a ser desenvolvida, comercialmente, no início do Século XIX, na África do Sul.

Esta atividade tem despertando, cada vez mais, o interesse por parte de pecuaristas tradicionais e novos empreendedores, face à sua alta rentabilidade.

Atualmente, os principais países produtores de avestruzes são: África do Sul, Estados Unidos, Brasil, Austrália, Israel, Espanha e China.


DICIONÁRIO: “ORNI”

 

Utilize as palavras corretas…

Quantas palavras conhecia que comecem por “Orni”?
Pois é, para quem não as conhecia, existem diversas. Esta palavra é originária do Grego (órnis, órnithos) e significa “aves”.
De seguida apresentamos a lista de todas (ou quase todas) as palavras derivadas do termo “orni”, umas com definições básicas do dicionário, outras com descrições mais completas, sem grande aprofundamento do tema…


ORNIS

– o conjunto das aves de uma região ou país


ORNITHISCHIA

– é uma ordem de dinossauros herbívoros, caracterizados pelo focinho em forma de bico e pela estrutura da pélvis que se assemelha à das aves

– esta característica distingue os Ornithischia dos Saurischia, a outra ordem de dinossauros


ORNITHOMIMOSAURIA

– do latim “lagartos imitadores de aves”

– é uma micro-ordem de dinossauros terópodes tetanúreos, característicos do período Cretáceo


ORNITHORHYNCHIDAE

– é uma de duas famílias da ordem Monotremata, e está quase extinta


ORNITOCORIA

– o que as aves comem (ornito=aves, coria=alimentação)

– dispersão das sementes por aves

– síndrome de dispersão zoocórica em que as aves realizam a disseminação das sementes


ORNITODELFO

– do Grego órnis, órnithos, ave + delphýs, útero

– substantivo masculino, Zoologia

– monotrémato


ORNITOFILIA

– é a polinização de plantas feita por aves, como ocorre com os beija-flores


ORNITÓFILO

– do Grego órnis, órnithos, ave + phílos, amigo

– adjetivo e substantivo masculino

– que ou aquele que se dedica à ornitologia / que gosta de aves


ORNITOFOBIA

– medo de aves


ORNITOFONIA

– do Grego órnis, órnithos, ave + phoné, voz

– substantivo feminino

– canto das aves

– imitação desse canto


ORNITÓGAMO

– adjetivo

– (significado desconhecido)


ORNITÓIDEO

– do Grego órnis, órnithos, ave + eîdos, forma

– adjetivo

– que tem semelhança com ave


ORNITOLESTE

– ou ornitholestes (Ornitholestes hermanni, do latim “pássaro ladrão”)

– foi uma espécie de dinossauro carnívoro e bípede que viveu no fim do período Jurássico e no início do período Cretáceo


ORNITOLOGIA

– do Grego órnis, órnithos, ave + lógos, tratado

– substantivo feminino

– parte da Zoologia (biologia) que estuda as aves


ORNITOLÓGICO

– adjetivo

– relativo à ornitologia


ORNITOLOGISTA

– substantivo / género

– pessoa que se dedica à ornitologia


ORNITÓLOGO

– substantivo masculino

– ornitologista


ORNITOMANCIA

– do Grego órnis, órnithos, ave + manteía, adivinhação

– substantivo feminino

– pretensa adivinhação pelo voo ou canto das aves


ORNITOMANIA

– do Grego ornithomanía

– substantivo feminino

– afeição patológica ou exagerada às aves


ORNITOMIMO

– Ornithomimus velox, do latim “imitação de pássaro”

– foi um dinossauro onívoro e bípede que viveu no fim do período Cretáceo


ORNITOMIZO

– do Grego órnis, órnithos, ave + mys, r. de myzo, sugo

– adjetivo e substantivo masculino, Zoologia

– diz-se do inseto que suga o sangue das aves


ORNITÓPODES

– Ornitópode significa “pés de ave”, do grego ornis (“ave”) e pous (“pé”), em referência a característica dos pés com três dedos

– substantivo

– Ornitópodes são um grupo de dinossauros ornitísquios


ORNITORRINCO

– do Grego órnis, órnithos, ave + rhýgchos, focinho

– substantivo masculino, Zoologia

– género de mamíferos monotrématos da Austrália com um focinho semelhante ao bico de um pato


ORNITOSE

– substantivo, também conhecido como “psitacose”

– inflamação por Chlamydia psittaci, transmitida ao homem pela inalação na poeira, de secreções nasais contaminadas ou de excreção de aves infetadas. Essa infeção resulta numa doença febril caracterizada por pneumonite e manifestações sistémicas


ORNITOTOMIA

– do Grego órnis, órnithos, ave + tomé, corte

– substantivo feminino

– dissecação das aves


ORNITOTÓMICO

– adjetivo

– (significado desconhecido)


ORNITOTROFIA

– do Grego ornitotrophía órnis, órnithos, ave + trépho, criar

– substantivo feminino

– arte de criar aves




Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicione um Comentário

    Blogue

    Pisco de Peito Ruivo - Ave de Portugal

    Aves de Portugal

    Lista de aves que ocorrem em Portugal e nas regiões autónomas organizada pela sua classificação científica.

    Ler Mais »
    Bruna Araújo - Apoio ao Criador 2021

    Bruna Araújo – Apoio ao Criador

    Numa sociedade com cada vez mais acesso a informação, muito por culpa da internet, vemo-nos muitas vezes deparados com várias informações contraditórias e até interpretações

    Ler Mais »
    Leitura e Aprendizagem

    As Aves

    As Aves 1. Prólogo Ao cabo de milhares de anos a sonhar com isso, o homem conseguiu despegar os pés do solo e levantar voo

    Ler Mais »
    Provérbios Aves - Mealheiro

    Provérbios Populares

    Provérbios Populares Por morrer uma andorinha, não acaba a Primavera. Ave de bico nunca fez dono rico. Aves da mesma pena andam juntas. Das aves,

    Ler Mais »
    Mais Sobre Aves

    Conteúdos Relacionados

    Pisco de Peito Ruivo - Ave de Portugal

    Aves de Portugal

    Lista de aves que ocorrem em Portugal e nas regiões autónomas organizada pela sua classificação científica.

    Bruna Araújo - Apoio ao Criador 2021

    Bruna Araújo – Apoio ao Criador

    Numa sociedade com cada vez mais acesso a informação, muito por culpa da internet, vemo-nos muitas vezes deparados com várias informações contraditórias e até interpretações

    Anilhas Aves

    Tabela de Anilhas por Tipo de Aves

    Tabela de Anilhas por Tipo de Aves Nesta secção secção é apresentada uma tabela com diâmetros de anilhas, listadas por tipos de aves correspondentes. Estas